sábado, 31 de janeiro de 2009

Azul

Eu não sei se vem de Deus
Do céu ficar azul
Ou virá dos olhos teus
Essa cor que azuleja o dia?
Se acaso anoitecer
Do céu perder o azul
Entre o mar e o entardecer
Alga-marinha vá na maresia
Buscar ali um cheiro de azul
Essa cor não sai de mim
Bate e finca pé
A sangue de rei

Até o sol nascer amarelinho
Queimando mansinho
Cedinho, cedinho, cedinho,
Corre e vá dizer pro meu benzinho
Um dizer assim:
O amor é azulzinho


(A música de Djavan (clique aqui para ouvir) foi o que eu encontrei de mais azul para combinar com essa imagem da praia do Canto, em Búzios/RJ)

2 comentários:

Lídia Maria de Melo disse...

Passei um aniversário meu em Búzios, mas cor do mar era verde-água. A foto não era digital. Preciso escanear. Aquele lugar é mesmo muito lindo.
Sua foto também.

Patrícia Fagueiro disse...

Amei a foto, Déa. E, sim, voc~e conseguiu o que há de mais azul para acompanhá-la na forma de texto. Um beijo.